Mitos e verdades sobre procedimentos estéticos

Com tantas informações pipocando na linha do tempo das suas redes sociais, fica difícil confiar e acreditar que todas as dicas divulgadas sejam verdade. Por isso, resolvemos acabar com as dúvidas e desmitificar algumas crenças (e verdades) sobre os procedimentos estéticos mais procurados no momento:

Cremes anti-idade não funcionam. MITO!

– Quando bem indicados, e quando as recomendações dos esteticistas são seguidas com disciplina, os tratamentos com cremes específicos funcionam perfeitamente. Inclusive, muitas vezes, podem retardar a necessidade de cirurgias ou tratamentos estéticos mais invasivos.

O rosto perde volume ao longo dos anos. VERDADE!

– Isso ocorre por conta da perda de ácido hialurônico, uma substância produzida naturalmente pelo organismo e que cumpre a função de reter água, além de deixar a pele mais hidratada e volumosa. Com o passar dos anos, o ácido hialurônico natural presente na pele se degrada e o organismo envelhecido diminui sua capacidade de reposição.

Consumir sal em excesso aumenta as chances de celulite. VERDADE!

– Em partes, sim, é verdade. A redução do consumo de sódio é considerada um passo importante no tratamento da celulite. Isso ocorre porque o sal excessivo no organismo causa retenção hídrica e pode agravar o quadro. Por isso, é aconselhável seguir uma alimentação balanceada, não somente com fibras, vegetais, proteínas e temperos naturais, mas também com pouco sal.

Homens e crianças não têm celulite. MITO!

– Tanto homens quanto mulheres podem ter celulite, a diferença está na estrutura dos septos de gordura de cada um – nas mulheres, esses septos são mais predispostos à celulite. As alterações hormonais também acabam facilitando a formação do problema.

Lipoaspiração resolve a celulite. MITO!

– A lipoaspiração é um procedimento de remoção de gordura e, portanto, não trata a celulite e a pele do corpo. Em alguns casos, após a cirurgia, as marcas da celulite podem até ser agravadas, pois a operação pode gerar um certo grau de flacidez.

Hormônios tem papel fundamental na formação de estrias. VERDADE!

– Em pauta está o estrogênio, hormônio que gera um processo chamado de catabolismo, que degrada a elastina na pele. Dessa forma, ela perde sua elasticidade natural quando os níveis hormonais não estão equilibrados.

Estrias vermelhas são as mais fáceis de tratar. VERDADE!

– As estrias vermelhas são as mais recentes. Nelas, o tecido ainda possui fibra elástica, o que permite o seu recondicionamento rápido e a diminuição dos espaços entre os sulcos. Consequentemente, as estrias brancas podem ser apenas suavizadas, de forma a melhorar seu aspecto e cor. Isso acontece porque, nessas, o grau de rompimento já está avançado – ou seja, a estria já é uma cicatriz.

Hidratar o corpo previne estrias. VERDADE!

– Verdade verdadeira, com cremes à base de ureia, lactato de amônio e óleo de amêndoas, principalmente durante a gestação. O creme hidratante ajuda a lubrificar a camada externa da pele, tornando-a mais flexível. Beber bastante líquido, principalmente água, também ajuda.

Viu só? Nenhum mistério é tão grande que não possa ser desvendado. Acredite no que você lê quando vem de quem sabe o que diz, procure diversas fontes e consulte sempre a sua esteticista em caso de dúvidas. Ah, e conte sempre com a gente! 🙂

Gostou? Deixe um comentário!

Comentários

  1. Duda disse:

    Show de bola!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *