Saiba como se livrar das olheiras

Noites mal dormidas, ressaca e cansaço são alguns dos fatores que podem contribuir para o aparecimento das manchas escuras embaixo dos olhos. No entanto, nem sempre a fadiga e o estilo de vida agitado são as reais causas das olheiras. Algumas pessoas têm tendência para o acúmulo de melanina na região dos olhos, caracterizando o problema como genético.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, são três as causas básicas das olheiras: deposição de pigmentos escuros produzidos pelos melanócitos, um tipo de célula da pele; peles finas demais, que permitem a visualização dos vasos capilares; e presença de vasos capilares de coloração muito escura, dada pelo sangue, que ficam perceptíveis na pele.

Maus hábitos no cuidado com a pele e alimentação podem intensificar a quantidade e a cor das olheiras, mas se você se prevenir – mudando um pouquinho sua rotina diária – e tomar alguns cuidados, poderá evitar o aparecimento delas.

Como identificar?

Para tratar corretamente, é preciso identificar o problema que ocasiona a olheira. A cor acastanhada é geralmente causada pelo excesso de melanina. Já a arroxeada é causada pelos vasinhos de sangue. Para certificar-se, faça um simples teste em casa: limpe bem o rosto, vá em frente a um espelho e estique a pele da olheira para baixo. Se você conseguir ver os vasinhos, significa que a pele está arroxeada. Se a pele continuar escura, é excesso de pigmentação.

Quais os tratamentos indicados?

Quando a olheira não é crônica nem hereditária, algumas soluções caseiras – as clássicas receitinhas de vó – podem ajudar a amenizar a aparência. Experimente utilizar compressas de água gelada ou de chá de camomila gelado por 5 a 7 minutos, nos dias de maior intensidade. Isso diminuirá o inchaço e o aspecto de cansaço, pois melhorará a circulação na área. Pepinos gelados, cortados em fatias, também são ótimas opções que ajudam a clarear.

Dormir bem, assim como evitar o consumo de açúcar, álcool e cigarros, também ajuda. Use sempre óculos escuros quando se expuser ao sol – o filtro das lentes UV funciona como prevenção e diminui a produção de melanina na região. Hidrate a região dos olhos: procure um hidratante leve e com ingredientes naturais.

Existem cremes específicos para a área dos olhos que podem amenizar as olheiras e devem ser aplicados diariamente, até duas vezes ao dia. Os ativos escolhidos vão depender da causa. Vitaminas e colágeno, por exemplo, são bem recomendados. Procure por texturas em creme, sérum ou gel, com base de vitamina A, D, C, K, ácido mandélico e ácido tioglicólico – como o Dermosoft Day Creme da Extratos da Terra, que contém colágeno marinho e pró-vitamina D em sua fórmula, ativos de rápida absorção que combatem não só as olheiras, mas também bolsas e inchaço.

Agora, se as suas olheiras não são causadas por fatores externos, o ideal é procurar um especialista em tratamentos estéticos e dermatológicos. Quando feitos logo no início, o índice de melhora e cura da olheira é bem maior. Entre os tratamentos estão o peeling, o laser ou luz pulsada e o preenchimento com ácidos:

  1. Peeling de ácido tioglicólico: usado para neutralizar o escurecimento. As olheiras são reduzidas em até 90%;
  2. Tratamento a laser: é o tratamento menos agressivo, indicado para melhorar o pigmento e a flacidez;
  3. Luz intensa pulsada: utilizado em olheiras com acúmulo de melanina, sardas e vasinhos. Ativa o colágeno, reduzindo a flacidez e também as rugas;
  4. Preenchimento com ácido hialurônico: indicado para diminuir a profundidade, pois preenche a área abaixo dos olhos. Não age na pigmentação, mas melhora a cor da olheira.

Consulte um dermatologista ou profissional da área estética e avalie os melhores tratamentos para o seu caso. Lembre-se das dicas acima, use os produtos certos e diga adeus às olheiras!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *