Desvendando o significado dos 6 principais termos da estética

Existem muitas expressões comuns ao universo da estética e beleza que são muito utilizadas, mas pouco compreendidas. Esses termos geralmente estão presentes nos rótulos dos cosméticos e nas propagandas dos mais variados tipos de produtos.

Por exemplo, você sabe a diferença entre “oil free” e “não comedogênico”? Tem noção do perigo por trás dos tão falados “radicais livres” e sabe como os antioxidantes são capazes de reverter os danos causados por eles? Nós vamos esclarecer todas essas dúvidas, já! Afinal, não basta conhecer os produtos e saber os resultados que eles exercem em nosso corpo, é preciso entender o significado dos seus ativos e benefícios para ter a certeza de que se está adquirindo o produto ideal.

Selecionamos os 6 termos mais utilizados por nós e pelo mercado. São eles:

  1. O que classifica um produto como “não comedogênico”?

– Comedão é o nome científico para cravo, aquele pontinho escuro presente nos poros do rosto. Portanto, a expressão “não comedogênico” classifica produtos que não aumentam a obstrução dos poros e não favorecem o aparecimento de cravos. Os produtos não comedogênicos são os mais indicados para peles oleosas.

  1. Qual o significado de um produto “oil free”?

– Um produto oil free é livre de óleo em sua composição, mas isso não garante que ele seja “não comedogênico” e não provoque o surgimento de cravos e espinhas.

  1. O que são radicais livres e o que causam?

– Os radicais livres são moléculas instáveis liberadas pelo nosso organismo e que podem causar reações degenerativas. Naturalmente, não são nocivos ou prejudiciais, mas quando presentes em excesso, atacam e destroem as células e estruturas sadias do corpo. Uma alimentação inadequada, consumo excessivo de álcool e tabaco, exposição ao sol e à radiação ultravioleta, estresse e poluição são alguns dos fatores externos que aceleram a produção dos radicais livres.

  1. O que causa a oxidação da pele e das células?

– A oxidação celular é um processo que atinge a estrutura das células e destrói componentes nobres como o colágeno e a elastina, além de acelerar a produção de radicais livres. A oxidação celular intensifica o processo de envelhecimento e provoca a perda de brilho, viço e elasticidade da pele.

  1. O que são os antioxidantes?   

– Os antioxidantes estão diretamente ligados à regulação dos radicais livres. São as substâncias que inibem ou retardam o processo de oxidação e combatem os efeitos nocivos dos radicais. Trata-se de um conjunto poderoso formado por minerais, pigmentos naturais e compostos vegetais, presentes inclusive em muitos alimentos, como frutas, legumes, verduras e hortaliças. São encontrados nas vitamina A, C, E, no betacaroteno, nos flavonoides (nozes e sementes) e nos óleos vegetais.

  1. O que são o colágeno e a elastina e quais as suas funções?

– Ambos são proteínas estruturais, produzidas e utilizadas pelo nosso organismo. São componentes proteicos de órgãos como a pele, assim como das cartilagens e ossos. A elastina tem propriedades comparáveis às da borracha, podendo ser esticada várias vezes e voltar à sua dimensão inicial, e é encontrada no tecido elástico dos pulmões, nos grandes vasos e nos ligamentos. Já o colágeno é responsável pela sustentação das células e por conferir firmeza e elasticidade à pele, sendo produzido naturalmente pelo organismo – porém, essa produção tende a cair com o passar dos anos. Ele é importante para manter as células firmes e unidas – não só da pele, mas também para a integridade de outros tecidos.

Gostou? Ficou com dúvidas? Deixe seu comentário abaixo que nós iremos responder.

Comentários

  1. Silvania Barbosa disse:

    Excelente!!!

    1. Silvania Barbosa disse:

      Muito bem esclarecido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *